Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Examinadores e proprietários de escolas de condução detidos por fraude

  • 333

Catorze pessoas foram detidas no âmbito da operação que decorreu esta terça-feira de manhã no norte do país. Os candidatos à carta de condução conseguiam as respostas corretas no exame de código através de “equipamentos tecnológicos para registo de imagem e comunicação rádio”

Doze homens e duas mulheres - dos quais oito examinadores e seis proprietários e funcionários de escolas de condução, suspeitos de participação em fraudes nos exames de código - foram detidos esta terça-feira de manhã no norte do país, no âmbito de uma operação levada a cabo pela Polícia Judiciária (PJ, através da sua Unidade Combate à Corrupção, com a colaboração da diretoria do norte.

Os candidatos à obtenção da carta de condução pagavam para passar no exame de código, obtendo as respostas corretas através de um esquema que recorria “à utilização de diversos equipamentos tecnológicos para registo de imagem e comunicação rádio”, segundo refere a PJ em comunicado, sobre a operação desencadeada no âmbito do caso investigado pelo Ministério Público.

Cerca de centena e meia de investigadores participaram na “operação Megahertz”, tendo efetuado 14 detenções e realizado 80 buscas, domiciliárias e não domiciliárias.

Suspeitos de crimes de corrupção passiva para ato ilícito, “os detidos serão presentes a tribunal, para determinação das medidas de coação”, enquanto a investigação prosseguir para “a continuação de recolha de prova”, indica ainda a PJ.