Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Vestir cor de laranja e dançar em nome da generosidade

  • 333

Flashmobe na Times Square, em Nova Iorque, no dia 8 de novembro

Arvind Jayashankar

Um dia, uma dança, um coração. É este o mote dado pela organização Life Vest Inside, que quer juntar pessoas de vários países numa dança pela generosidade

Helena Bento

Jornalista

A mesma coreografia, a mesma música e o mesmo objetivo: dançar em nome da generosidade. É este o mote da iniciativa mundial "Dance for Kindness", que no passado dia 8 de novembro reuniu dezenas de pessoas junto ao Centro Cultural de Belém, em Lisboa.

O vídeo da flashmob foi divulgado esta sexta-feira (dia mundial da generosidade) pela Life Vest Inside Portugal, que organizou o evento e, tal como a 'organização-mãe', sediada em Nova Iorque, tem como objetivo "promover o valor da generosidade humana, elevando consciências e inspirando pessoas de todo o mundo a unir esforços no sentido de criar um impacto prático, real e positivo", explica Diana Metello, representante oficial da Life Vest Inside em Portugal, em entrevista ao Expresso.

No vídeo, vê-se um grupo de pessoas de diferentes idades vestindo t-shirts cor de laranja, que é a cor do movimento, e tentando acertar os passos ao som de uma música que fala em "mais vida e mais amor". Há ainda quem empunhe a bandeira do país.

Fundada em 2012 por Orly Wahba, uma ativista com formação na área do cinema, que ensinou durante vários anos numa escola secundária em Flatbush, nas redondezas de Brooklyn (EUA), e trabalhou de perto com dezenas de pré-adolescentes e adolescentes e em instituições de caridade, a Life Vest Inside organiza atualmente outras duas iniciativas - "Project Hope Exchange" e "The Kindness Journey". A última consiste em proporcionar a uma mãe e ao seu filho uma viagem de um ano pelos Estados Unidos para promover ações de solidariedade em escolas e comunidades do país.

Em Portugal, o evento "Dance for Kindness" é realizado desde 2014, ano em que dezenas de pessoas se juntaram em três cidades do país - Lisboa (praça central do Centro Comercial Colombo), Vila Real e Porto para dançar em sintonia com milhares de pessoas de outras 90 cidades do mundo. Na edição deste ano esse número subiu para 100. "Às vezes as pessoas não sabem que têm poder para fazer a diferença. Independentemente da raça, religião e cor política, todos nós, enquanto seres humanos, temos a capacidade de ser generosos. É isso que nós gostamos de lembrar às pessoas", diz Diana Metello.

Os vídeos das várias edições do evento estão disponíveis no youtube, assim como os registos de outras iniciativas. Diana explica que a organização "valoriza a importância dos media e das redes sociais para captar a atenção", recorrendo por isso a "filmes, ações inspiradores e tecnologias móveis para criar uma enorme interatividade", tanto em eventos locais como mundiais.