Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Greve da Lufhtansa impede chegada de metade dos refugiados este sábado

  • 333

Cáritas

Não há previsão ainda de quando poderão chegar a Portugal os restantes refugiados

Expresso

Expresso

com Lusa

Este sábado chegarão a Lisboa apenas metade dos refugiados, devido à greve do pessoal de cabine da Lufthansa.

“Em data a indicar, chegarão os restantes elementos do grupo (22), uma vez que o voo comercial no qual viajavam e que estava previsto para amanhã de manhã foi cancelado devido à greve de pessoal de cabine da companhia aérea”, refere um comunicado do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF)

Os refugiados que chegam este sábado a Lisboa integram o número anual de reinstalação definido pelo Governo português com o Alto-Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR). No total, Portugal receberá 27 sírios, dez eritreus e oito sudaneses que se encontram no Egito.

Durante a tarde, o SEF e o Conselho Português para os Refugiados (CPR), Fundação Assistência, Desenvolvimento e Formação Profissional de Miranda do Corvo (FADFP MC) e Serviço Jesuíta aos Refugiados (JRS) vão promover uma sessão de receção e acolhimento aos refugiados, que contará com a presença da ministra da Cultura, Igualdade e Cidadania, Teresa Morais.

Quatro voos cancelados de e para Portugal

A Lufthansa vai cancelar quatro voos de e para Portugal entre hoje e amanhã na sequência da greve do pessoal de cabine, que se iniciou hoje às 13:00 de Lisboa, segundo fonte oficial da companhia aérea alemã.

Durante o dia de hoje estão cancelados os voos LH 1172 entre Frankfurt-Lisboa, LH 1180 - Frankfurt - Porto e o voo LH 1177 - Porto - Frankfurt.

Para sábado está desde já cancelado o voo LH 1173 com partida prevista pelas 7h0 no aeroporto da Portela, em Lisboa, com destino a Frankfurt.

A Lufthansa prevê cancelar 290 voos hoje, primeiro dia de uma greve do pessoal de cabine, que só deverá terminar na próxima sexta-feira.

Cerca de 37.500 passageiros e os aeroportos de Frankfurt e de Dusseldorf deverão ser afetados por esta greve de nove horas por dia e que se iniciou às 13h de hoje em Lisboa, segundo a estimativa da companhia alemã.