Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Ritual das moedas volta à Fontana di Trevi

  • 333

ALESSANDRO DI MEO / EPA

Depois de 17 meses de obras, a famosa e esbelta fonte romana de estilo barroco reabriu esta terça-feira. Já é possível voltar a pedir desejos enquanto se lança uma moeda para a água

Esta terça-feira, Roma voltou a dar brilho à Fontana di Trevi, após quase um ano e meio de restauração. A fonte, um dos monumentos mais procurados pelos turistas que visitam a capital italiana, reabriu com um sistema moderno que permitirá que a água possa escorrer sem danificar o mármore da escultura desenhada em estilo barroco. O sistema de iluminação artística também foi revisto e melhorado.

Claudio Parisi Presicce, superintendente romano, e o presidente da casa de moda Fendi, Pietro Beccari, que financiou o projeto com um donativo de 2,2 milhões de euros, inauguraram a fonte com o gesto tradicional: atirar uma moeda à água enquanto se formula um desejo. Cumprido esse ritual, a construção romana iluminou-se e a água voltou a escorrer. Foram milhares os turistas que estiveram presentes, aplaudindo o momento.

Vinte cinco anos decorridos sobre o último restauro, a Fontana di Trevi recupera assim a beleza e glamour que ficaram bem parentes em “La Dolce Vita”, filme de Federico Fellini que serviu de cenário para o banho sensual da atriz sueca Anita Ekberg. Os trabalhos envolveram a eliminação dos restos de cálcio e limpeza das estátuas, o arranjo das fugas de água e instalação de novas bombas de água. Também foi colocada uma proteção para afastar os pombos.

Como o monumento ficou completamente entaipado para a realização das obras, durante o quase ano e meio de de trabalhos os turistas que ali se dirigiam cumpriam o ritual da moeda lançando-a para um recipiente com água. Mas agora já se pode cumprir a tradição de sempre junto a uma Fontana di Trevi rejuvenescida.