Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Homem morto em Guimarães. PJ descarta hipótese de homicídio

Homem de 39 anos foi encontrado sem vida cerca das 3h do último sábado, no Largo João Franco, em Guimarães. “Desenvolvidas as diligências e os exames complementares, está a afastada a hipótese do crime de homicídio. Continuam as investigações”, diz a Judiciária

A Polícia Judiciária de Braga (PJ) afasta a hipótese de o homem encontrado morto no Centro Histórico de Guimarães, na madrugada deste sábado, ter sido vítima de homicídio, disse esta terça-feira à Lusa fonte daquela autoridade.

"Desenvolvidas as diligências e os exames complementares, está a afastada a hipótese do crime de homicídio. Continuam as investigações", afirmou a fonte.

Num primeiro momento foi avançada a hipótese do homem ter sido morto na sequência de uma "altercação" com um grupo de jovens a quem a vítima se terá queixado por causa do barulho que estariam a fazer. No entanto, a hipótese é agora contrariada pela PJ, pelo que restam assim as de acidente ou suicídio.

"Conjugando todos exames e elementos está afastada a hipótese de homicídio", reiterou a fonte da PJ de Braga.

O homem, de 39 anos, foi encontrado sem vida cerca das 3h do último sábado, no Largo João Franco, onde se situa o Tribunal da Relação de Guimarães.