Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Homem continua desaparecido em Boliqueime após dilúvio

  • 333

LUÍS FORRA / Lusa

A região do Algarve foi fustigada este domingo por chuvas intensas que provocaram inundações em vários concelhos, nomeadamente em Loulé, Albufeira, Portimão, Olhão e Silves

Um homem continua desaparecido desde a tarde deste domingo, tendo a viatura em que circulava sido encontrada submersa em Boliqueime, freguesia do concelho de Loulé, no Algarve, disse à Lusa fonte da Guarda Nacional Republicana (GNR).

Segundo mesma fonte, a GNR encontrou durante a tarde uma viatura submersa e sem ocupantes, mas é desconhecido o paradeiro daquele que seria o único ocupante, "um homem idoso que não voltou após ter saído de casa para fazer compras, encontrando-se incontactável".

A fonte especificou que a viatura foi encontrada com um dos vidros partido, "desconhecendo-se se por força das águas ou de uma tentativa do ocupante abandonar a mesma".

A mesma fonte indicou que estão a ser feitas diligências no sentido de tentar encontrar o homem, tendo, inclusive, sido pedida a intervenção de uma equipa do Grupo de Intervenção de Proteção e Socorro (GIPS) da GNR especializada neste tipo de ocorrências.

A região do Algarve foi fustigada este domingo por chuvas intensas que provocaram inundações em vários concelhos, nomeadamente em Loulé, Albufeira, Portimão, Olhão e Silves.

Pessoas desalojadas

Em sequência das inundações, várias pessoas ficaram desalojadas no concelho de Albufeira, desconhecendo as autoridades o número exato de pessoas afetadas, disse à Lusa fonte da Câmara de Albufeira.

"Ainda não temos quantificado o número exato de pessoas desalojadas pelas inundações, e estamos a acompanhar os vários casos com os serviços sociais, para que as pessoas possam ser realojadas temporariamente", indicou a vereadora responsável pela proteção civil da Câmara de Albufeira, Ana Vidigal. "Estamos a fazer tudo o que está ao nosso alcance para ajudar as pessoas que foram afetadas", sublinhou.

A situação anormal adversa de pluviosidade registada durante a madrugada e manhã no Algarve, provocou várias inundações em habitações, lojas, caves, ruas e estradas em vários concelhos algarvios, com maior incidência nas cidades de Quarteira, no concelho de Loulé, e de Albufeira.

"A mais complexa foi a situação em Albufeira, onde houve a necessidade de resgatar algumas pessoas de estabelecimentos e habitações", frisou.

Segundo Abel Gomes, este domingo registou-se "uma grande quantidade de pedidos de auxílio" um pouco por todo o Algarve, o que motivou o envolvimento de todas as corporações de bombeiros e agentes da proteção civil nas operações de socorro às populações.