Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Terrenos da Feira Popular sem compradores. Câmara abre novo prazo para entrega de propostas

Nos termos da venda dos terrenos da antiga Feira Popular em Lisboa, surgirá um empreendimento sobretudo de comércio e serviços, mas também com habitação e turismo

António Pedro Ferreira

Falhou a primeira tentativa de venda dos terrenos da antiga Feira Popular de Lisboa. O prazo para entrega de propostas terminou e a Câmara não recebeu “qualquer proposta” de potenciais interessados em pagarem por um mínimo de 135,7 milhões de euros

A Câmara de Lisboa anunciou esta segunda-feira não ter recebido “qualquer proposta” de interessados nos terrenos da Feira Popular de Lisboa, situados na zona de Entrecampos, que iriam ser alienados, amanhã, terça-feira, por um valor base de 135,7 milhões de euros.

Em comunicado, a Câmara de Lisboa, informou que “terminou hoje às 13h00 o prazo fixado no procedimento de hasta pública para venda dos terrenos da antiga Feira Popular, sem que tenha sido recebida pelo município de Lisboa qualquer proposta”.

A autarquia adiantou que vai agora avançar para “uma segunda fase”, para que, “no prazo de 45 dias, possam ainda ser apresentadas propostas para a aquisição dos terrenos em causa, sem alteração de qualquer uma das condições anteriormente aprovadas pelos órgãos municipais”.

O novo prazo para entrega de propostas termina no próximo dia 2 de dezembro, às 17h00, estando a hasta pública, prevista para para 3 de dezembro, às 10h00, no edifício da Câmara de Lisboa no Campo Grande.