Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

RTP promove jogo do FC Porto na Champions com imagens de jogadores do Benfica

Emissão do próximo jogo dos portistas na Liga dos Campeões tem autopromoção apenas com imagens de jogadores do Benfica. Diretor de programas da RTP desvaloriza eventuais críticas e fala em “valorização do espetáculo televisivo”

A RTP vai começar a emitir nos seus canais uma autopromoção sobre o próximo jogo do FC Porto na Liga dos Campeões, que terá transmissão na RTP1 a 20 de outubro. Até aqui nada de novo. Mas o vídeo tem a particularidade de promover um jogo dos dragões apenas com recurso a imagens de jogadores do Benfica.

Embora no final da promo de 24 segundos surja o treinador do FC Porto, Julen Lopetegui, a dizer "junto seremos mais fortes", à primeira vista o recurso a imagens de jogadores como Mitroglou, Gaitán ou Jonas para promover um jogo do FC Porto pode parecer, ao telespectador comum, um engano de edição. Mas não é lapso, é criatividade.

A ideia, explica o diretor de programas da RTP, Daniel Deusdado, é passar a ideia de que, embora o Maccabi Tel Aviv seja um adversário teoricamente acessível, o FC Porto deve encarar o jogo como se de um clássico se tratasse.

"Qualquer adepto do FC Porto pensará exatamente o mesmo que a promo: se eles olharem para os jogadores do Maccabi como olham para os do Benfica, aquilo vai ser um jogo a sério. E isso vale também como valorização do espetáculo televisivo que é a Champions: o nervo, a garra, a busca de uma grande vitória, independentemente do que clube de que se é adepto", justifica Deusdado

Daniel Deusdado não comenta as críticas de que a promoção estará a ser alvo - interna e externamente - e defende o trabalho do diretor criativo da RTP. "O Gonçalo Morais Leitão tem a capacidade de puxar pelo lado mais inesperado das coisas e isso alarga e traz pensamento sobre a programação televisiva", sublinha.

Na altura da contratação do publicitário Gonçalo Morais Leitão para liderar o departamento criativo da RTP, os responsáveis do operador público justificaram decisão com o objetivo de dotar as promoções da estação de um cariz menos institucional, mais criativo e desafiante.

Dentro dessa estratégia, esta não é, de resto, a primeira autopromoção menos ortodoxa da RTP desde que Morais Leitão iniciou funções.

Em agosto, por exemplo, a primeira autopromoção do jogo da Supertaça entre Benfica e Sporting - intitulada "Ai Jesus" - gerou protestos por parte dos dois clubes e respetivos adeptos, pelo uso exclusivo de imagens de Jorge Jesus, como treinador do Benfica e como treinador do Sporting, para promover a transmissão do encontro.

Mais recentemente, a autopromoção da emissão das comemorações do 5 de Outubro também motivou várias críticas nas redes sociais, devido ao alegado teor sexista do trabalho desenvolvido pela equipa criativa da RTP: no vídeo, recriava-se um conjunto de piropos à "República", que terminavam com um assobio e a frase "apesar dos seus 105 anos, a República continua muito bem conservada". A Plataforma feminista Maria Capaz anunciou mesmo que iria enviar ao Provedor do Espectador da RTP, à Direção da estação, à Entidade Reguladora para a Comunicação Social e à Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género uma participação sobre esta promoção.