Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Morreu António Costa Pinheiro

  • 333

Costa Pinheiro tinha 83 anos

Um dos nomes maiores da pintura contemporânea portuguesa morreu há dois dias em Munique, na Alemanha

O pintor António da Costa Pinheiro (1932-2015) morreu na passada sexta-feira em Munique, para onde se tinha deslocado já há algum tempo para prosseguir com tratamentos a vários problemas de saúde. Afetado pela doença de Parkinson, que nos últimos tempos assumira uma especial gravidade, o pintor tem neste momento uma exposição antológica em Lisboa, na galeria São Roque.

Natural de Moura, no Alentejo, estudou e viveu em Lisboa, passou pela prisão de Caxias, radicou-se na Alemanha durante perto de 40 anos, voltou para Portugal e mais recentemente voltara à Alemanha.

Frequentou a Escola António Arroio e a Escola de Belas Artes de Lisboa, onde foi contemporâneo de artistas como Lourdes Castro e René Bèrtholo, todos protagonistas do importante movimento KWY (Ká Wamos Yndo), que expôs pela primeira vez em1960 na Universidade do Sarre, na Alemanha. Logo a seguir mostraram-se em Lisboa, na Sociedade Nacional de Belas Artes.

Fernando Pessoa foi um dos retratados de Costa Pinheiro

Fernando Pessoa foi um dos retratados de Costa Pinheiro

DR

Preso pela polícia política no início dos anos de 1960, produz pouco depois uma das séries mais relevantes da sua obra, intitulada “Os Reis”, através da qual constrói através de um imaginário muito pessoal, as figuras de alguns dos reis de Portugal.

Fernando Pessoa está entre os seus mais célebres retratados, através do quadro “O poeta Fernando Pessoa” , mostrado pela primeira vez em 1981, na Fundação Calouste Gulbenkian.