Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Haverá chuva e vento forte no dia de eleições

  • 333

Tiago Miranda

Chuva começa logo na madrugada de domingo. O dia seguinte às eleições será igualmente cinzento

A Autoridade Nacional de Proteção Civil alertou esta sexta-feira para a previsão de chuva e vento forte no domingo, com possibilidade de ocorrerem "fenómenos extremos" relacionados com a chuva intensa e vento com rajadas até 120 quilómetros.

Citando o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) a Proteção Civil, em comunicado, avisa que o agravamento do tempo acontece no domingo e na segunda-feira e que chuva vai ser pontualmente intensa, inicialmente nas regiões norte e centro e depois em todo o país.

O vento deve de soprar com uma velocidade entre os 40 e os 60 quilómetros, mas pode chegar aos 100 kms nas terras altas e as rajadas poderão chegar aos 120, avisa a Proteção Civil, chamando a atenção para os cuidados a ter na condução (piso escorregadio e lençóis de água), para quedas de árvores e para cheias em meio urbano e inundações em zonas mais vulneráveis ou em estruturas subterrâneas

O IPMA tem também na página oficial na internet uma "informação especial" sobre a mudança do tempo no dia das eleições, com um "agravamento significativo" até ao fim do dia de segunda-feira.

A chuva, explica o IPMA, começa logo na madrugada de domingo (forte no norte e centro) e o vento será moderado a forte (no litoral) e forte ou muito forte nas terras altas do norte e centro.

A mesma depressão que provoca o mau tempo no continente tem efeitos idênticos na Madeira, com ventos até 110 quilómetros nas zonas montanhosas e períodos de chuva que podem ser fortes, em especial a partir da tarde.

Nos Açores o dia das eleições vai ser de céu com abertas e a possibilidade da ocorrência de aguaceiros, especialmente a partir da tarde nas ilhas do grupo central e oriental. O vento também soprará forte, com rajadas até 90 quilómetros por hora.

Em todo o país, ainda de acordo com as previsões do IPMA, as temperaturas deverão de oscilar entre 11 graus em Bragança de mínima e 28 em Beja de máxima.

A Autoridade Nacional de Proteção Civil recomenda a limpeza de sistemas de escoamento de águas pluviais e cuidado na condução, especialmente junto de zonas arborizadas ou junto da orla costeira.