Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Botulismo. Três casos confirmados e dois à espera de análises

  • 333

Os três casos já confirmados de botulismo alimentar registados em setembro em Portugal, devido ao consumo de alheiras fumadas de uma única marca, são superiores ao número de situações registadas em todo o ano de 2013 ou de 2012, segundo dados revelados pela Direção-Geral da Saúde

Três casos confirmados de botulismo e dois a aguardar confirmação laboratorial é o mais recente balanço da Direção Geral da Saúde (DGS) sobre esta doença.

Isabel Marinho Falcão, da Unidade de Apoio às Emergências de Saúde Pública da DGS, disse à agência Lusa que as cinco pessoas estão hospitalizadas e a evoluir favoravelmente.

Dos cinco casos, três têm a doença confirmada, enquanto as restantes duas ainda aguardam confirmação laboratorial, a cargo do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge (INSA), a qual deverá ser conhecida “nos próximos dias”.

No passado sábado, um comunicado conjunto da DGS, da Direção-Geral de Alimentação e Veterinária, da Autoridade de Segurança Alimentar e Económica e do INSA revelou que “a origem destes casos de doença está associada à ingestão de produtos alimentares fumados (alheiras) comercializados apenas com a marca comercial Origem Transmontana”.

Por esta razão, foi determinada a “retirada imediata dos produtos à base de carne e dos queijos, da marca comercial Origem Transmontana, dos circuitos de distribuição e comercialização”.

Os três casos já confirmados de botulismo alimentar registados no mês de setembro em Portugal são superiores ao número de situações registadas em todo o ano de 2013 ou de 2012, segundo dados da Direção-geral da Saúde (DGS).

O botulismo alimentar é uma doença grave de evolução aguda e é desde 1999 de declaração obrigatória em Portugal, tendo-se registado até 2013 menos de uma centena de casos. A doença com com sintomas digestivos e neurológicos, pode ser contraída através da ingestão de diversos tipos de alimentos que contenham toxinas formadas pelo clostridium botulinum no próprio alimento. Náuseas, cólicas, dificuldades em falar, engolir e respirar, fraqueza facial, paralisia progressiva e dificuldades motoras, visão turva ou dupla e pálpebras caídas são alguns dos sintomas.