Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Francisco inventa uma nova palavra: “stralimitato”

  • 333

Durante a sua passagem pelo Central Park em Nova Iorque, Francisco tinha uma multidão à espera

Carl Court / Getty Images

A expressão serviu para o Papa descrever aos jornalistas que com ele viajavam de regresso a Roma o entusiasmo com que foi recebido em Nova Iorque

Luís M. Faria

No seu ainda curto pontificado, o Papa Francisco tem inovado bastante. Agora, inventou uma nova expressão, para descrever o acolhimento que lhe foi dado em Nova iorque: stralimitata. Ao que parece, significa algo como fantástico, além de tudo, além dos limites, estratosférico.

A expressão foi usada na noite de domingo, no avião que levava o Papa de regresso a Roma, durante uma conversa com jornalistas. O sumo pontífice referiu ainda o calor das pessoas, o comportamento invariavelmente correto e a ausência de insultos. Distinguiu Washington (um pouco “mais formal”) de Filadélfia (“muito expressiva”) e lembrou diversos momentos da visita.

Falou também da funcionária do Kentucky que tem recusado assinar certidões de casamentos entre pessoas do mesmo sexo (“A objeção de consciência é um direito que faz parte de qualquer direito humano”) e da possibilidade – ou melhor, a impossibilidade liminar – de haver mulheres padres na Igreja Católica. Apesar de as mulheres serem “mais importantes do que os homens na Igreja, porque a Igreja é uma mulher”, a doutrina aí não mudou.

Ou seja, stralimitato ma non troppo...