Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Três mexicanos condenados a 520 anos cada um

  • 333

Mataram 13 jovens que se encontravam num bar. É um tipo de evento horroroso normalmente mais associado a outras zonas do país, não à capital

Luís M. Faria

Um juiz mexicano condenou três homens a 520 anos de cadeia cada um, pelo assassínio de 13 jovens. O caso, que está relacionado com guerras entre gangues de traficantes, aconteceu na Cidade do México há dois anos. Ainda há dezenas de pessoas a ser interrogadas, e poderão acontecer mais prisões nas próximas semanas.

Os jovens, de ambos os sexos, tinham idades entre 16 e 34 anos. Terão sido mortos em retaliação pela morte de um traficante de droga dias antes. Encontravam-se num bar e foram levados, aparentemente sem violência, por homens sem máscara nem armas – o que acrescentou ao mistério inicial. Descobriram-nos meses mais tarde numa campa nos arredores da capital, cobertos de cimentos e outros materiais.

Entretanto, tinha havido manifestações de rua a exigir a resolução do caso. Embora a violência criminosa seja comum no país, este género de massacre não é normalmente associado à Cidade do México, e houve muitos residentes que ficaram chocados. As vítimas provinham todas do Tepito, uma zona ‘má’ da cidade.