Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Pela sua saúde, não coma alheiras e fumados com a marca Origem Transmontana

  • 333

Após a Direção-Geral de Saúde ter detetado três casos de botulismo, as autoridades de saúde decidiram retirar do mercado todos os produtos fumados com a marca Origem Transmontana

Isabel Paulo

Isabel Paulo

Jornalista

Depois de ter subido para três o número de doentes hospitalizados com sintomas confirmados de botulismo alimentar, as autoridades de saúde optaram por retirar de circulação, no passado sábado, todos os produtos à base de carne e queijos da marca “Origem Transmontana”.

Os três casos foram todos detetados no decurso do mês de setembro, surto superior ao registado ao longo de todo o ano de 2013 e 2012, segundo dados da Direção-Geral da Saúde (DGS).

O botulismo alimentar é uma doença grave, de evolução aguda, com sintomas digestivos e neurológicos, contraída através da ingestão de diversos tipos de alimentos que contenham toxinas formadas pelo clostridium botulinum no próprio alimento. Náuseas, cólicas, dificuldades em engolir e respirar, paralisia progressiva e dificuldades motoras são alguns dos sintomas.

De acordo com a Lusa, as autoridades de saúde na sequência da investigação epidemiológica em curso apuraram, há dois dias, que a origem do surto está associada ao consumo de alheiras, razão pela qual foi interditada a comercialização de produtos alimentares fumados com denominação transmontana.

Para defesa dos consumidores, as autoridades de sáude decidiram ainda informar a população para que todos os produtos da marca “Origem Transmontana” não sejam ingeridos por prevenção.

Em 2013 registaram-se em portugal dois casos de botulismo, tantos como no ano anterior e mais um do que em 2011, todos associados ao consumo de fumados caseiros.

  • Dificuldade para engolir ou falar
  • Boca seca
  • Fraqueza faciais em ambos os lados da face
  • Visão turva ou dupla
  • Pálpebras caídas
  • Dificuldade para respirar
  • Náuseas, vômitos e cólicas abdominais
  • Paralisia