Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

NASA revela o segredo que tinha prometido: há sinais de água em Marte

  • 333

JIM LO SCALZO / REUTERS

No passado já tinham sido encontrados indícios de que existia gelo no planeta vermelho. “Há água liquida a correr pelos desfiladeiros e crateras durante os meses de verão em Marte”, avança fonte da NASA

Os investigadores da NASA concluíram - com base em dados recolhidos pela própria agência - que água em estado líquido corre nos desfiladeiros e crateras de Marte durante os meses de verão. A descoberta, divulgada esta segunda-feira num documento científico e que foi explicada em conferência imprensa, aumenta as probabilidades da existência de alguma forma de vida no planeta.

“Há mais humidade do que esperávamos. Marte não é um planeta seco. Em certas circunstâncias, foi encontrada em Marte água em estado líquido”, disse Jim Green, da NASA, numa conferência de imprensa em Washington, nos Estados Unidos.

Carreiros com entre um a dez metros de comprimento são visíveis nos mapas da superfície marciana obtidos pela nave da NASA de reconhecimento da órbita de Marte

Carreiros com entre um a dez metros de comprimento são visíveis nos mapas da superfície marciana obtidos pela nave da NASA de reconhecimento da órbita de Marte

NASA/REUTERS

Ainda não foi determinada qual a fonte da água. Os cientistas admitem as hipóteses de vir de gelo existente no interior do planeta, de lençóis de água salgada ou de ser o resultado da condensação na atmosfera marciana.

“Estou mais inclinado para a ideia de que vem da atmosfera, apanhada por sais deliquescentes [absorvem a humidade do ar e depois se liquefazem], tais como o perclorato e o cloro”, disse Alfred McEwen, um dos responsáveis pela investigação

Os cientistas desenvolveram uma nova técnica para analisarem os mapas da superfície marciana obtidos pela nave da NASA de reconhecimento da órbita de Marte. As marcas escuras que vemos na superfície do planeta foram analisadas pelos investigadores e tudo aponta para que tenham sido criadas por água salgada.

A “Curiosity”, o veículo da NASA que se encontra a explorar a superfície, descobriu a existência de todos os elementos necessários para que tenha existido vida ao nível microbiológico durante alguns períodos do passado do planeta. Os cientistas têm procurado determinar o que terá levado a sua atmosfera quente e molhada, semelhante à da Terra, a ter dado lugar ao deserto seco existente atualmente.

Os novos dados apontam que, pelo menos durante alguns períodos do ano, o planeta não será totalmente seco. A NASA procurará levar mais longe as investigações em torna da existência de água e de vida em Marte. Para tal, tenciona enviar uma missão com seres humanos até ao planeta vermelho.

“Enviaremos, num futuro muito próximo, cientistas para lá”, disse Jim Green. Ao longo dos próximos três anos, três naves espaciais vão seguir para Marte.