Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Elton John diz que falou com Putin sobre direitos dos gays. Mas o Kremlin nega

  • 333

Esta segunda-feira, o famoso cantor pop britânico publicou no Instagram uma foto do Presidente russo, dando a entender que terá falado com ele sobre a situação dos homossexuais daquele país. Porta-voz de Putin desmente qualquer conversa telefónica

Instagram

A batalha de Elton John contra a homofobia na Rússia não é nova. Esta segunda-feira, o cantor surpreendeu ao publicar no Instagram que discutiu a temática com o Presidente russo por telefone: “Um obrigado ao Presidente Vladimir Putin por ter falado comigo por telemóvel. Gostaria de me encontrar consigo cara a cara para discutir os direitos dos LGBT” (lésbicas, gays, bissexuais e transgénero).

No entanto, a chamada entre Putin e Elton John a que se refere o cantor foi prontamente desmentida pelo seu porta-voz do Presidente russo, Dmitry Peskov, durante uma conferência de imprensa na tarde desta terça-feira: “Não sei com quem é que o senhor Elton falou, mas posso garantir-lhes que Vladimir Putin não falou com o senhor Elton John”.

Peskov explicou ainda que o líder russo não recebeu qualquer proposta para falar pessoalmente com o cantor, mas que obviamente se “o Presidente receber um sinal de que Elton John quer falar consigo, ele está disponível para discutir qualquer temática ou problema social”.

Ao longo dos últimos meses, o cantor britânico tem desenvolvido uma forte campanha, incentivando a Rússia a eliminar a legislação relativa aos homossexuais introduzida há dois anos que proíbe “a propaganda de relações não tradicionais [ou seja, que não envolvam um homem e uma mulher] dirigida a menores”, uma lei que o cantor qualificou como “estúpida”.

Ainda no passado sábado, o cantor, homossexual confesso, visitou a Ucrânia para conversar com o Presidente Petro Poroschenko sobre a importância de se criarem leis que protejam os direitos dos homossexuais e transexuais ucranianos. Durante essa visita, Elton John confessou mesmo o desejo de falar com Putin sobre as leis na Rússia relativa aos LGBT.