Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Ainda há 14 vagas para os cursos superiores de Medicina

  • 333

Lista dos lugares disponíveis na 2ª fase de acesso ao concurso, que ainda está a decorrer, foi atualizada esta quarta-feira. Vários cursos que já estavam esgotados na 1ª fase têm ainda algumas vagas

O Ministério da Educação e Ciência atualizou esta quarta-feira o número de vagas disponíveis na 2ª fase do concurso nacional de acesso ao ensino superior e, de acordo com as novas listas, há ainda 14 lugares para atribuir nos sete cursos de Medicina que funcionam em Portugal.

A Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Nova de Lisboa e a Universidade da Beira Interior têm três vagas cada uma, segue-se Minho e faculdades de Medicina do Porto e de Coimbra, com duas, e a de Lisboa e o ICBAS no Porto, com uma cada.

Ao todo, são mais de 13 mil vagas a que os estudantes ainda se podem candidatar em diversos cursos, um número bem superior às 8700 anunciadas no início de setembro. A diferença resulta de colocações de alunos que acabaram por não se inscrever.

Independentemente de já terem efetuado ou não uma candidatura à 2ª fase, o Ministério dá até sexta-feira, dia 18, a possibilidade de os interessados reformularem as suas opções em função desta nova ista.

Mesmo quem já se inscreveu na sequência dos resultados da 1ª fase pode apresentar agora a sua candidatura. Mas for colocado se conseguir um lugar na 2ª fase perde a colocação e matrícula que tinha garantido antes.

Além dos concorridos cursos de Medicina, muitos outros que já tinham esgotado a sua capacidade voltam agora a estar livres, como Enfermagem em Porto, Lisboa e Coimbra, Arquitetura no Porto, Direito em Lisboa, Economia e Gestão na Nova, por exemplo.

A 1ª fase de acesso registou uma subida muito significativa (11%) de colocações em universidades e politécnicos públicos, com as entradas a superar as 42 mil. É preciso recuar até 2011 para encontrar um valor semelhante.

Os resultados da 2ª fase são divulgados a 24 de setembro.