Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Seguranças da Festa do Avante acusados de agressões e sequestro

  • 333

Casos de violência na Quinta da Atalaia estão a ser investigados pela PSP e Polícia Judiciária. PCP diz que encaminhou a situação para as autoridades - como faz sempre, sublinha

Hugo Franco

Hugo Franco

Texto

Jornalista

Tiago Miranda

Tiago Miranda

Fotos

Fotojornalista

Eduardo, 22 anos, conta que perdeu os sentidos durante as agressões que diz ter sido alvo na festa da Quinta da Atalaia
1 / 5

Eduardo, 22 anos, conta que perdeu os sentidos durante as agressões que diz ter sido alvo na festa da Quinta da Atalaia

TIAGO MIRANDA

José P., 55 anos, é militante do PCP de longa data e voluntário no Avante. Diz-se vítima dos seguranças da festa
2 / 5

José P., 55 anos, é militante do PCP de longa data e voluntário no Avante. Diz-se vítima dos seguranças da festa

TIAGO MIRANDA

Manuel S. é um ativista de esquerda espanhol que fez queixa na PSP logo depois da violência que diz ter sido alvo
3 / 5

Manuel S. é um ativista de esquerda espanhol que fez queixa na PSP logo depois da violência que diz ter sido alvo

TIAGO MIRANDA

José, jovem da Cruz de Pau, garante ter sido roubado e agredido com um bastão extensível
4 / 5

José, jovem da Cruz de Pau, garante ter sido roubado e agredido com um bastão extensível

TIAGO MIRANDA

Três elementos do Apoio da Festa do Avante fotografados por uma das alegadas vítimas depois dos atos de violência
5 / 5

Três elementos do Apoio da Festa do Avante fotografados por uma das alegadas vítimas depois dos atos de violência

d. r.

A PSP recebeu quatro queixas-crime contra os seguranças da Festa do “Avante!” e a Polícia Judiciária está a investigar dois dos casos mais graves. As alegadas vítimas denunciam atos de agressão, roubo e sequestro no passado fim de semana durante o evento na Quinta da Atalaia, Seixal.

As autoridades conhecem mais casos de pessoas que se preparam para formalizar a denúncia. Uma delas é José P., de 55 anos, militante de longa data do Partido Comunista Português, que relatou ao Expresso a forma como foi agredido e depois metido numa carrinha de apoio da Festa do “Avante!” contra a sua vontade.

Outras alegadas vítimas, entre elas um ativista de esquerda espanhol, já relataram às autoridades episódios de violência que sofreram por parte de “homens com uma farda-azul escura com a palavra 'apoio' escrita nas costas e no boné”. Alegam igualmente que foram fechadas numa carrinha e alvo de “socos e pontapés”. O Expresso falou com todas elas.

O gabinete de imprensa do PCP garante: “A Festa do “Avante!” encaminha para as autoridades situações que, aliás, são absolutamente excecionais numa iniciativa desta dimensão, consideradas não conformes com o ambiente e tranquilidade da Festa, em articulação com a PSP”.

Saiba mais na edição deste sábado do Expresso