Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Juíza das secretas vai pedir levantamento de segredo de Estado

  • 333

Luis Barra

Rosa Brandão diz que a defesa dos arguidos está garantida e vai começar por pedir o manual de procedimento dos serviços secretos

Rui Gustavo

Rui Gustavo

Editor de Sociedade

Julgamento do caso das secretas começa com uma hora e quarenta minutos de atraso e uma boa notícia para os arguidos: a juíza Rosa Brandão admite pedir o levantamento do segredo de Estado em relação a “situações concretas” e vai começar por pedir o manual de procedimentos dos serviços secretos.

“Estamos aqui para fazer um julgamento justo”, frisou a juíza. Três dos arguidos – Jorge Silva Carvalho, João Luís e Nuno Dias -, todos ex-espiões, entendem que só podem defender-se se puderem violar o segredo de Estado. A juíza entende que o simples facto de existir um processo criminal faz com que vários factos deixem de estar em segredo de Estado.

O julgamento começou com a ausência da arguida Gisela Teixeira que pediu para ser julgada sem ir ao tribunal. Nuno Vasconcellos, que é acusado de corrupção, já fez saber que não prestará declarações “nesta fase”. E também pediu para não ter de estar presente em todas as sessões.