Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

PGR confirma interrogatório a Macedo

  • 333

Nuno Fox

Antigo ministro da Administração Interna do atual Governo é suspeito de três crimes de prevaricação de titular de cargo político e um de tráfico de influências

O antigo ministro da Administração Interna e atual deputado Miguel Macedo será interrogado esta terça-feira à tarde na qualidade de arguido do caso dos vistos gold, confirmou a Procuradoria-Geral da República (PGR).

“Miguel Macedo é ouvido hoje pelo Ministério Público no âmbito do inquérito onde se investigam, entre outras, matérias relacionadas com a atribuição de vistos gold”, disse ao Expresso fonte da PGR.

O antigo governante é suspeito de três crimes de prevaricação de titular de cargo político e um de tráfico de influências.

Em julho, os deputados da comissão parlamentar de Ética, numa reunião extraordinária à porta fechada, decidiram levantar a imunidade a Miguel Macedo. Tal como dispõe o Estatuto dos Deputados, sempre que um crime imputado a um parlamentar envolva uma moldura penal superior a três anos de prisão, o Parlamento está obrigado a retirar-lhe a imunidade.

Na “Operação Labirinto”, como ficou conhecida, terão sido investigadas pelo menos mais 11 pessoas, entre as quais o antigo presidente do Instituto dos Registos e Notariado (IRN), António Figueiredo, a ex-secretária-geral do Ministério da Justiça, Maria Antónia Anes, o ex-director do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, Manuel Jarmela Palos, o sócio-gerente da empresa JMF Projects and Business Jaime Gomes, entretanto detidos.

Foi a polémica em torno dos vistos gold que levou o ex-ministro da Administração Interna a demitir-se, em novembro de 2014.