Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Trinta anos a “dar” dinheiro (e não só)

  • 333

'Arquivo A Capital'

As primeiras caixas automáticas, nove, foram instaladas fez esta quarta-feira 30 anos. Hoje, o chamado “sistema multibanco” é um dos mais desenvolvidos do mundo e tem 13 mil equipamentos, onde são feitas mais de 70 milhões de operações por mês, com 19 milhões de cartões em circulação

O Multibanco foi lançado a 2 de setembro de 1985, com a instalação de nove caixas automáticas, distribuídas entre Lisboa e o Porto, que apenas permitiam consultar saldos e movimentos e fazer alterações de PIN. Trinta anos depois, a empresa que gere o sistema, SIBS, acaba de dar o mais recente passo tecnológico, com o lançamento de uma aplicação, a MB Way, que permite fazer compras e transferências bancárias através de um número de telemóvel.

Considerado um dos mais evoluídos sistemas de caixas automáticas do mundo, o Multibanco foi introduzindo várias pequenas revoluções, que alteraram para sempre a forma como os portugueses se relacionam com o dinheiro e os serviços bancários. Pagamentos de faturas de eletricidade, gás e água deixaram de ser feitos nos balcões dos respetivos fornecedores, carregamentos de telemóveis são possíveis em qualquer lugar e a qualquer hora, e os bilhetes para transportes públicos podem ser comprados à distância.

Mais: o sistema português Multibanco não está hoje só apenas em Portugal, mas também em mais dez países, onde serve 300 milhões de pessoas. E a estas vão somar-se outros, tendo em conta que a SIBS está a desenvolver sistemas de pagamento em Angola, Moçambique e Nigéria.

Luís Filipe Catarino

Transferências, débitos diretos, donativos para associações de solidariedade social sem indicação de NIB, compras e transferências através de smartphones são as funcionalidades que o sistema criado em Portugal pela SIBS foi o primeiro no mundo a aplicar. Atualmente já existem noutros países, mas com algumas diferenças.

A emissão de licenças de caça e pesca, o pagamento de portagens com cartão sem PIN e de portagens e parques de estacionamento, bem como o pagamento de serviços ao Estado e reembolsos do IRS, são algumas das operações que foram cridas com o Multibanco e que a SIBS diz serem únicas no mundo. Portugal é também o único país do mundo onde o cartão Multibanco pode ser usado em qualquer caixa automática, lugar ou horário, além das lojas e do 'homebaking'.

Luís Filipe Catarino

A EVOLUÇÃO DO MULTIBANCO EM NÚMEROS

60
Número de funcionalidades permitidas pelo sistema, que foi destacado como um dos mais avançados do mundo. O jornal britânico “Financial Times” citou, em 2009, o sistema de Multibanco devido à distinção atribuída pela Associação de Pagamentos do Reino Unido. O estudo deste organismo comparou os ATM de toda a Europa e concluiu que o sistema português era o melhor, em termos do número de operações possíveis e de caixas automáticas disponíveis.

270.000
Número de terminais de pagamento existentes em 2014. O sistema de pagamento automático, que popularizou o procedimento verde-código-verde, foi criado em 1987, com a instalação da rede de terminais de pagamento automático. Em 2008, os terminais (POS) passaram também a permitir pagamento de faturas, carregamento de telemóvel e consulta de saldos e movimentos de conta. Operações estas que são feitas pelos comerciantes e implicam a introdução do PIN do cartão, como num pagamento normal. No total são cerca de 30 o número de funcionalidades permitidas nos terminais POS.

1991
Ano em que foi criada a Via Verde, uma inovação a nível mundial, ao permitir o débito direto do custo de portagems da conta bancária do condutor. O sistema, que foi distinguido com vários prémios a nível mundial, foi montado em cima da infraestrutura da SIBS .

13
Número de marcas com sistemas de pagamento diferentes (como Visa, MasterCard e American Express) aceites na rede Multibanco, que aceita praticamente todos os cartões estrangeiros nas caixas Multibanco e nos POS das lojas.