Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Viaturas da GNR abalroadas em perseguição que durou 130 km

  • 333

Carro perseguido pelas autoridades era ocupado por uma mulher de 67 anos e um homem de 53 anos, que era o condutor. São suspeitos de vários crimes

Duas viaturas da GNR foram abalroadas esta terça-feira por um automóvel numa perseguição que começou na Batalha e terminou em Loures (cerca de 130 km). À agência Lusa, fonte do Comando Territorial de Leiria da GNR explicou que às 02h20 da madrugada, na zona da Batalha, "uma patrulha avistou e seguiu uma viatura suspeita de estar envolvida em furtos de combustível a veículos pesados".

Dada ordem de paragem ao automobilista, este não respeitou e colocou-se em fuga, entrando na autoestrada 8, em Tornada, Caldas da Rainha, em direção a sul, "onde se deu o primeiro abalroamento" a uma viatura da GNR, referiu a mesma fonte.

"Foram feitas várias tentativas de imobilização do veículo", afirmou este responsável, adiantando que o segundo abalroamento ocorreu ainda na autoestrada 8, mas em Loures, quando a viatura onde seguiam os suspeitos se despistou às 02h55. Nas duas situações, "há apenas danos materiais", precisou a GNR.

Os ocupantes, que ficaram feridos, foram transportados para o hospital e, depois, detidos, disse o mesmo responsável, acrescentando que se trata de uma mulher de 67 anos e de um homem de 53 anos, da região de Setúbal.

A mulher ainda se encontrava hospitalizada esta terça-feira, mas ambos deverão ser presentes na manhã de quarta-feira para primeiro interrogatório judicial no Tribunal Judicial de Loures.

São suspeitos dos crimes de condução perigosa de veículo rodoviário, atentado à segurança de transporte rodoviário, furto de veículo, falsificação de documento (matrícula da viatura), furto de combustíveis e condução sem habilitação legal, esclareceu a GNR.