Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Max Stahl. “Um repórter de guerra sabe que a bala que o vai atingir não é a bala que ele espera”

  • 333

Em 1991, Max Stahl filmou a chacina no cemitério de Santa Cruz, imagens que acordaram o mundo para o terror que se vivia em Timor-Leste. Atualmente vive em Díli e está a fazer um filme sobre a chegada dos portugueses a Timor, há 500 anos. O Expresso falou com ele numa breve passagem por Lisboa