Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

“Valentia e compaixão”: Virginia Ruiz, a mulher que invadiu a arena para abraçar um touro em agonia

  • 333

Depois de entrar na arena, foi travada pela multidão, que a empurrou e insultou até à chegada da polícia. Mais tarde, acabou homenageada

Foi durante uma tourada na praça Malagueta, em Málaga, Espanha: Virginia Ruiz, uma assistente veterinária de 38 anos, invadiu a arena para abraçar e “consolar um touro em agonia”. Apesar de ser uma ativista pelos direitos dos animais, garantiu que a sua ação não foi premeditada.

O objetivo inicial era apenas filmar a crueldade que se comete nas arenas contra os animais, mas ao ver o touro em sofrimento invadiu a arena. “Estava triste por ver as pessoas a aplaudir um animal em agonia", contou ao jornal “El País”. “Não pude evitar. Saltei completamente sem pensar.” Só depois se aperceberia onde se tinha metido. A sua atitude seria travada pela multidão, que a empurrou e insultou até à chegada da polícia.

O episódio ocorreu a semana passada, mas não ficou por aí. Um dia depois, o seu gesto aparecia no YouTube, no canal Colectivo Antitaurino de Marbella - e o vídeo conta já com mais de 550 mil visualizações.

Para além disso, Virginia Ruiz seria ainda notícia esta semana ao ser homenageada, na quarta-feira, pela organização defensora dos direitos dos animais PETA (acrónimo inglês), que a nomeou sócia-honorária e atribui-lhe o título “Heroína dos Animais”.

Segundo a PETA, Virginia Ruiz demonstrou com esta atitude “valentia e compaixão”. A diretora da PETA, Mimi Bekheni, acredita que este episódio pode dar às pessoas “uma nova perspetiva sobre o espetáculo arcaico e vergonhoso que se vê nas corridas de touros”.