Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Lembra-se dos baldes de gelo? Estão de volta para relançar apoio a doentes com esclerose lateral amiotrófica

  • 333

Em Melbourne, em 2014, até se tentou bater um recorde de banhos de gelo

Scott Barbour/ Getty Images

Em 2014, com o “Ice Bucket Challenge”, o mundo aprendeu mais sobre uma doença que ainda não tem cura, A Associação Portuguesa de Esclerose Lateral Amiotrófica (APELA) quer repetir a dose em 2015, para conseguir mais donativos

Faz por estes dias um ano o mundo andava louco, a despejar baldes água gelada pela cabeça, contagiando nesta febre solidária novos e velhos, anónimos e celebridades, homens e mulheres, no famoso “Ice Bucket Challenge”. O desafio cumpriu-se em nome dos doentes com esclerose lateral amiotrófica (ELA), tendo por objetivo angariar dinheiro para investigar a doença e ajudar quem dela sofre, algo que a a Associação Portuguesa de Esclerose Lateral Amiotrófica (APELA) quer recuperar em 2015, voltando a lançar o repto.

O pontapé de saída é dado esta quinta-feira, dia em que também estreia nas salas de cinema o filme “You’re Not You (Um Ponto de Viragem)”, “uma produção cinematográfica que reporta uma abordagem diferenciada sobre a ELA, através do retrato da relação entre o doente e o seu cuidador”, conforme o descreve a APELA no comunicado em que anuncia a nova campanha.

Em 2014, esta associação angariou cerca de 200.000 euros em donativos, canalizando um quarto dessa verba para suprir as necessidades financeiras que a implementação nacional do projeto MinE - investigação científica, que procura uma cura para a esclerose lateral amiotrófica,

Este ano, a associação continua preocupada com a investigação mas pretende, sobretudo, poder “continuar a lutar pelos direitos dos doentes e pela criação de condições que munam a pessoa com ELA da melhor qualidade de vida possível”.

Considerando o “Ice Bucket Challenge” como o “ponto de viragem” que potenciou “uma maior consciencialização” sobre a doença, fica também o compromisso de este desafio “continuar a ser lançado anualmente, em cada mês de agosto, até que se encontre uma cura”.