Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Quadro de Picasso regressa a casa 14 anos depois de ter sido roubado

  • 333

D.R.

“La Coiffeuse”, roubado em 2001 e “desaparecido” durante mais de uma década, foi agora devolvido aos franceses depois de ter sido apreendido no ano passado pelas autoridades norte-americanas

As autoridades norte-americanas devolveram esta quinta-feira o quadro “La Coiffeuse”, de Pablo Picasso, que tinha sido roubado em 2001 do Museu Nacional de Arte Moderna, em Paris. A obra foi encontrada e apreendida no ano passado em New Jersey: agora foi devolvido ao país de onde nunca deveria ter saído - França

Numa cerimónia realizada na embaixada francesa em Washington, Sarah Saldana, diretora de Imigração e de Controlo Alfandegário, devolveu o quadro de Picasso, que data de 1911, a Fréderic Doré, chefe de missão da embaixada. A responsável evidenciou a sua satisfação pelo facto de o quadro “ser novamente exposto a todo o mundo” e confessou “um enorme sentimento de dever cumprido”.

O quadro abstrato, que está avaliado em 13,428 milhões de euros (15 milhões de dólares), foi apreendido quando estava a ser transferido da Bélgica para Newark, em New Jersey. Segundo Kelly Currie, procuradora norte-americana do distrito leste de Nova Iorque, o “pacote que escondia o quadro despertou suspeitas quando estava a ser levado para uma instalação de armazenamento de ar condicionado” - um local peculiar se tivermos em conta que a embalagem (que tinha uma mensagem em francês) dava a entender tratar-se de um presente de Natal. Segundo Currie, os EUA não são tradicionalmente “um local fácil para o mercado negro de artes e antiguidades”.

Neste momento, pouco mais se sabe sobre o caso: detalhes sobre quem enviou o pacote e como é que o quadro foi roubado ainda não são do conhecimento público e as investigações continuam a decorrer.