Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

PJ investiga incêndio em armazém em Matosinhos

  • 333

Polícia Judiciária não descarta mão criminosa no incêntido de proporções gigantescas que deflagrou na noite de segunda-feira em São Mamede de Infesta, Matosinhos

Isabel Paulo

Isabel Paulo

Jornalista

Está afastado o perigo de se alastrar aos edifícios vizinhos o fogo que que consumiu, esta noite, um armazém industrial em São Mamede de Infesta, Matosinhos. As chamas estão dominadas, embora o incêndio ainda não tenha entrado em fase de rescaldo.

De acordo com fonte do Centro Distrital de Operações de socorro (CDOS), dois bombeiros tiveram de receber assistência médica devido a entorses, mantendo-se até ao momento no local 136 operacionais.

A Polícia Judiciária foi chamada ao local para investigar o que poderá ter feito deflagrar o “incêndio de proporções gigantescas”, não estando colocada de parte até ao momento a hipótese de fogo posto.

Gilberto Gonçalves, comandante dos Bombeiros de São Mamede de Infesta, sublinhou que dada a natureza dos materiais altamente inflamáveis existentes no armazém, como pneus e cartão, “a operação será muito morosa”.