Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Incêndios em dois armazéns em Matosinhos. Um deles fez cinco feridos

  • 333

ESTELA SILVA/ Lusa

Durante a tarde, as chamas deflagraram numa fábrica de cortiça, que causou ferimentos em cinco pessoas - uma em estado grave. Já de noite, outro incêndio atingiu um armazém de produtos inflamáveis

Pouco passava das 22h quando um incêndio de grandes dimensões que deflagrou na segunda-feira à noite num armazém da zona industrial de São Mamede de Infesta, em Matosinhos. Foi dado como circunscrito perto da 1h desta terça-feira, segundo os bombeiros.

Neste incêndio estiveram 136 bombeiros, de um total de 153 operacionais, apoiados por 65 veículos, disse a fonte, sublinhando que "a rápida resposta dos bombeiros do distrito" foi fundamental para "rapidamente circunscrever" o fogo a "todos os departamentos da unidade de transformação afetados pelas chamas".

Gilberto Gonçalves, comandante dos Bombeiros de São Mamede de Infesta, disse, no local, em declarações transmitidas em direto pelas televisões, que face aos produtos muitos inflamáveis ali existentes, como pneus e cartão, a "operação será muito morosa".

O operacional dos bombeiros de Matosinhos sublinhou que "não há até ao momento feridos a registar" e que a Polícia Judiciária já se encontra no local para investigar as causas da ignição deste "incêndio de proporções gigantescas".

Também esta segunda-feira, um incêndio numa fábrica de rolhas de cortiça no mesmo concelho, Matosinhos, causou cinco feridos, um dos quais em estado grave, com queimaduras de segundo e terceiro grau. O alerta foi dado às 17h29 e pelas 18h00 o incêndio na fábrica de rolhas de cortiça da Rua Brito e Cunha, em Matosinhos, já tinha sido dado como extinto.

A vítima, um trabalhador de 40 anos, sofreu queimaduras na face e membros superiores, tendo sido entubado e ventilado no local.