Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Atirou o filho recém-nascido de um 4º andar. “Ele estava possuído”

  • 333

Trata-se de uma mãe de 21 anos. Enfrenta pena de prisão perpétua

A mãe acusada de matar o seu filho bebé de três semanas, atirando-o da janela de um quarto andar em Nova Iorque, a 12 metros de altura, declarou às autoridades tê-lo feito porque o recém-nascido estava possuído por “um espírito maligno”.

Rashida Chowdhury, de 21 anos, confessou ter atirado na sexta-feira o bebé da janela da casa de banho do apartamento onde mora - queria “libertá-lo das dores”, justificou-se. Enfrenta agora uma pena de prisão perpétua, caso seja condenada por homicídio.

“É um caso horrível e perturbante”, atendendo a que envolve “um bebé indefeso”, reagiu o promotor de Queens, Richard Brown, em comunicado.

A mãe foi submetida a uma avaliação psiquiátrica, tendo posteriormente sido detida, sem fiança.