Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Adulto que sobreviveu ao acidente em estado grave

  • 333

A menor de 13 anos, que também sobreviveu ao acidente, está internada na pediatria com “prognóstico ligeiro”

Os dois sobreviventes do acidente de viação que matou três crianças perto de Zamora, Espanha, encontram-se internados, o adulto nos cuidados intensivos com “prognóstico grave” e a menor na pediatria, com “prognóstico ligeiro", segundo o hospital.

As três crianças portuguesas morreram este sábado quando o carro em que seguiam colidiu com um camião ao quilómetro 482 da autoestrada N-122, perto de Cerezal de Aliste, província de Zamora, no noroeste do país.

De acordo com o serviço de emergências da Junta de Castilla y Leon, o homem, de 35 anos, está na Unidade de Cuidados Intensivos do Hospital Virgen de la Concha, que integra o Complexo Assistencial de Zamora. A outra sobrevivente, uma menina de 13 anos, está internada na pediatria.

As crianças que morreram, dois rapazes e uma menina, tinham quatro, oito e doze anos. O acidente ocorreu quando vinham a caminho de Portugal, vindos de França. O acidente aconteceu por volta das 10:40 (09:40, hora de Lisboa) junto a Cerezal de Aliste.

O carro em que as crianças vinham, um Opel Zafira, colidiu com um camião carregado de pneus, que se incendiou, embora o condutor do pesado tenha saído ileso.

As chamas passaram para uma zona de pasto próxima, o que obrigou à intervenção dos bombeiros.

As autoridades de emergência sanitária da região deslocaram para o local do acidente um helicóptero médico, uma viatura médica de emergência, duas ambulâncias de suporte vital e um Ponto de Cuidados Continuados (PAC) do Centro de Saúde de Muelas del Pan (Cerezal de Ariste).