Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Portugal será o terceiro país com a população mais envelhecida em 2030

  • 333

Portugal vai passar dos atuais 10 milhões de habitantes para 9,845 milhões em 2030, 9,216 milhões em 2050 e 7,407 milhões em 2100

António Pedro Ferreira

A população portuguesa irá decrescer 11% até 2050. Seremos o 18.º país a perder mais habitantes. Lá fora, a Índia está a caminho de ultrapassar a China como país mais populoso do mundo

Em 2030, Portugal será o terceiro país do mundo com a população mais envelhecida (50,2 anos em média), logo depois do Japão (51,5) e da Itália (50,8). Quanto ao número de habitantes, Portugal vai passar dos atuais 10 milhões para 9,845 milhões em 2030, 9,216 milhões em 2050 e 7,407 milhões em 2100.

Estes números foram anunciados pela ONU através de um relatório publicado esta quarta-feira pelo seu Departamento de Assuntos Económicos e Sociais. O documento revela que Portugal está em 18.º lugar na lista dos países cuja população mais irá decrescer até 2050, com uma percentagem de 11%.

Segundo o mesmo relatório, em 2022 a Índia terá cerca de 1400 milhões de habitantes, ultrapassando a China. Os índices de crescimento demográfico em África serão superiores aos da Ásia e, em 2050, a Índia terá 19% da população mundial (atualmente, a China tem 1380 milhões de habitantes e a Índia 1310 milhões).

O país com o aumento mais rápido da população será a Nigéria, preparando-se para ultrapassar os Estados Unidos em menos de 40 anos. Segundo as projeções da ONU, o país africano passará dos atuais 182 milhões de habitantes para 262 milhões em 2030, e para 400 milhões vinte anos mais tarde. Nesse ano, a população americana será de 389 milhões.

Nas próximas décadas, a maioria da população mundial estará concentrada em países como Índia, Nigéria, Paquistão, República Democrática da Congo, Etiópia, Indonésia ou Uganda, “lugares onde é cada vez mais difícil erradicar a pobreza, combater a fome e a malnutrição”, segundo afirma John Wilmoth, diretor do Departamento de Assuntos Económicos e Sociais da ONU.