Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Ordem lança alerta contra falsos nutricionistas

  • 333

A imagem da campanha

Ordem dos Nutricionistas recebe em média 10 denúncias por mês contra falsos profissionais. “Vamos pôr a Nutrição na Ordem” é o mote da campanha nacional para travar a vaga de nutricionistas que prometem dietas milagrosas

Isabel Paulo

Isabel Paulo

Jornalista

Desde que foi criada em 2012, a Ordem dos Nutricionistas já confirmou 152 casos de indivíduos que exercem a profissão sem estarem legalmente habilitados na área da saúde. Para travar o crescente número de dietistas sem credenciais, a entidade que regula a profissão lançou esta terça-feira uma campanha nacional de sensibilização e informação pública sob o lema “Vamos pôr a Nutrição na Ordem”.

A bastonária Alexandra Bento alerta que só os nutricionistas e dietistas inscritos na Ordem podem utilizar o título profissional e estão habilitados a exercerem a profissão, referindo que "na maioria dos casos denunciados trata-se de indivíduos sem qualquer tipo de formação credível na área da saúde".

Em regra, as denúncias dos utentes são comunicadas por carta ou mail, a que se segue um processo de averiguações conduzido pela Ordem. Se o profissional em causa não tiver cédula profissional ou inscrição na Ordem, a situação é denunciada ao Ministério Público "por colocar em perigo a saúde pública", crime punível com prisão até dois anos ou multa até 240 dias.

A bastonária afirma que é cada vez mais difícil travar a a vaga de falsos nutricionistas e dietistas, face à proliferação de anúncios online que prometem dietas e curas de emagrecimento “milagrosas e de enorme risco para a saúde". Muitos dos falsos nutricionistas alvo de queixa apresentam como única habilitação cursos de seis meses, "feitos na Internet sem qualquer rigor".

Ao todo estão inscritos na Ordem cerca de 3000 nutricionistas e dietistas com quatro anos de licenciatura na área da saúde. A partir do próximo mês, após aprovação legislativa na passada semana, a Ordem vai tutelar apenas o exercício de nutricionista, podendo os dietistas pedir a equiparação profissional.

Alexandra Bento aconselha todos os utentes a comprovarem no site da Ordem (ordemdosnutricionistas.pt) se o profissional escolhido se encontra ou não registado, advertindo que a alimentação "é determinante para a saúde, razão por que o recurso a um charlatão pode comprometer o bem-estar futuro".