Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Assaltante de bancos detido enquanto rodava filme de terror

  • 333

Ator talentoso, segundo os produtores de “Mary Mae”, Jason Stange escondia um segredo: era um fugitivo condenado por assalto à mão armada. Na sexta-feira, rodou a sua última cena e foi levado pelos polícias. Aconteceu nos EUA

Ser ator não é a melhor das profissões para um assaltante de bancos. Essa foi a lição aprendida por Jason Stange, 44 anos, que depois de ser condenado pelo crime de assalto à mão armada e ter fugido da prisão, acabou recapturado pelas autoridades policiais norte-americanas quando foi “localizado” através de uma reportagem sobre a rodagem do filme “Mary Mae”.

Confuso? Nem tanto. Jason admitiu ser culpado num caso de assalto a um banco, foi julgado e condenado a 117 meses de prisão, em 2006. No ano passado violou os termos da liberdade condicional, ao abandonar a casa onde residia, sem autorização. Por causa disso, a polícia emitiu um mandado de captura e manteve-se no seu encalço.

Acabou por descobri-lo, novamente como vilão, mas desta vez como personagem de um filme. Numa longa reportagem publicada num jornal local, sobre as filmagens de um filme de terror de baixo orçamento, Jason aparecia em várias fotos e com um ar descontraído na maior parte delas, como realça o “The Guardian”.

Foi quanto bastou para os agentes se porem a caminho, na sexta-feira, dia 24, e de novo algemarem Stange - que usa Jason Strange como nome artístico. Fizeram-no depois de o “ator” abandonar o cenário para ir comprar cigarros e tiveram a “amabilidade” de o deixar primeiro devolver a roupa que vestia na cena.

Na capital do Estado de Washington, Olympia, onde decorriam as filmagens, os produtores mostraram-se surpreendidos. “Todos gostavam realmente dele. Era um tipo porreiro”, afirmou ao “The Guardian” Brandon Roberts, um dos reposnsáveis pelo filme, qua ainda acrescentou: “Além do mais, era bom ator. Arrasou na audição”.

Os produtores esperam agora que a publicidade extra ajude a financiar a estreia do filme, de preferência já no próximo ano.