Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

“Tenho cancro. Estou grávida. E agora?”

  • 333

Uma em cada mil mulheres descobre que tem cancro durante a gravidez. Raquel foi à procura de uma alternativa e encontrou-a: fez quimioterapia enquanto o bebé crescia dentro dela. E não é caso único

Até muito recentemente, as opções das mulheres com cancro na gravidez eram limitadas: ou interrompiam a gestação ou mantinham-na, muitas vezes só até ao limiar da sobrevivência do feto, para iniciar o tratamento após o parto. Atualmente, em alguns tipos de cancro, já é possível fazer quimioterapia ao mesmo tempo que o bebé cresce dentro da barriga da mãe. Este domingo, na reportagem especial SIC / Expresso, pode conhecer a história de cinco mulheres que enfrentaram o inimaginável. 

“Estou grávida. Tenho cancro. E agora?” é uma reportagem dos jornalistas Nelson Marques e Raquel Marinho, com imagem de José Eduardo Zuzarte e edição de Andres Gutierrez.

  • Filhos da quimio

    Nenhuma mulher está preparada para ouvir que tem cancro. Muito menos quando está grávida. Três histórias de quem enfrentou o inimaginável.