Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Instalações do cofre de previdência dos funcionários e agentes do Estado alvo de buscas

  • 333

Em causa estão suspeitas dos crimes de participação económica em negócio e peculato. PJ coordena esta operação.

Hugo Franco

Hugo Franco

Jornalista

A Polícia Judiciária e o Ministério Público estão a efetuar buscas às instalações do Cofre de Previdência dos Funcionários e Agentes do Estado, em Lisboa.

Uma fonte da PJ confirma ao Expresso que em causa estão suspeitas dos crimes de participação económica em negócio e peculato.

O mesmo responsável não avança se há, ou não, pessoas constituídas como arguidos no caso.

As buscas estão a cargo de elementos da Unidade de Combate à Corrupção da PJ.

O Cofre "é uma instituição de previdência social, de utilidade pública, constituída por associados, que são ou foram trabalhadores da função pública", pode ler-se no site daquela instituição que é presidida por Américo Tomé Jardim, eleito em dezembro de 2013 para um mandato de quatro anos.