Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

"Europa e Portugal perdem grande humanista", diz Carlos Moedas

  • 333

Luis Barra

O comissário português do executivo comunitário de Jean-Claude Juncker sublinha que Maria Barroso, mulher do ex-Presidente da República Mário Soares deixa um "inestimável legado à democracia, cultura e educação"

O comissário europeu Carlos Moedas considera que "a Europa e Portugal perdem hoje uma grande humanista", com o desaparecimento de Maria de Jesus Barroso, uma personalidade que "tornou seus os valores da Europa: dignidade humana, liberdade e democracia".

Numa mensagem de condolências a que a Lusa teve acesso, o comissário português do executivo comunitário de Jean-Claude Juncker sublinha que Maria Barroso, mulher do ex-Presidente da República Mário Soares, "lutou sempre por um País mais aberto e tolerante".

"A Europa e Portugal perdem hoje uma grande humanista, que deixa um inestimável legado à nossa democracia, cultura e educação", afirma o comissário europeu e antigo secretário de Estado Adjunto do primeiro-ministro.

Maria de Jesus Barroso  morreu hoje, aos 90 anos, no Hospital da Cruz Vermelha, em Lisboa, onde estava internada em estado grave desde 26 de junho.