Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Já chegou o streaming de música da Apple. Há surpresa nos preços

  • 333

O novo serviço foi lançado esta terça-feira e os preços surpreenderam. Por norma a Apple costuma aplicar valores mais altos na Europa do que nos EUA

Já se sabia que os preços do serviço de music streaming da Apple iam ser mais baratos que os correntes, principalmente no que diz respeito aos pacotes familiares. Afinal vai ser ainda mais barato do que se pensava. O Apple Music foi lançado esta terça-feira e chegou com um preço mais baixo: o serviço individual custa €6,99 e o pacote familiar €10,99 por mês. 

Quando no começo de junho a Apple disse que ia entrar na corrida do streaming de música, foi divulgado que o preço do serviço individual seria de $9,99. Já o pack de família, que pode ser utilizado até por seis pessoas, custaria $14,99 por mês. 

Na manhã desta terça-feira, quando em Portugal se começou a aceder ao serviço, houve uma agradável surpresa. Os preços foram alterados para €6,99 e €10,99.  Esta é uma situação pouco comum com os produtos da Apple, em que por norma os preços na Europa são mais altos do que na América do Norte, pois é feita uma conversão direta do valor de dólares para euros. 

Com este ajustamento, o preço para um só utilizador passa assim a ser igual ao preço que o Spotify - um dos principais concorrentes do novo serviço da Apple -  pratica em Portugal. No entanto, no que diz respeito ao pack de família as diferenças são consideráveis, pois o Spotify cobra €20,99 por apenas cinco pessoas que usem a mesma subscrição. O dobro do preço e menos uma pessoa.

Preços à parte, a Apple Music chega também com um miminho para os utilizadores: os primeiros três meses de utilização são à borla.