Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Condição clínica de Maria Barroso. “Não há nenhum prognóstico”

António Pedro Ferreira

Cruz Vermelha explica que não há alterações na situação clínica. Situação da mulher de Mário Soares “é muito crítica” - permanece em coma profundo

Raquel Pinto

Raquel Pinto

Jornalista

Não há novidades no estado de saúde de Maria Barroso. A antiga primeira dama e mulher de Mário Soares continua internada nos cuidados intensivos no Hospital da Cruz Vermelha, em coma profundo.

"Não há nenhum prognóstico. A situação é muito crítica", disse José Barata,  porta-voz daquela unidade, num boletim clínico apresentado aos jornalistas às 19h40.

Escusando-se a detalhar pormenores invocando o "sigilo" da informação clínica, garantiu que não houve "alterações significativas" e um novo boletim será feito apenas quando se justificar. Porém, a acontecer, não é expectável para esta sexta-feira. 

Maria Barroso, de 90 anos, deu entrada na Cruz Vermelha na quinta-feira à noite depois de uma queda em casa, tendo sido transportada de carro pelo sobrinho Eduardo Barroso, que esta manhã, confirmava à comunicação social que a tia ia "consciente" e "lúcida".

Chegou ao hospital com uma ferida no couro cabeludo e o primeiro exame, uma TAC (tomografia axial computorizada) realizada por volta das 23h00, deixou a equipa médica tranquilizada. Contudo, horas depois o seu estado de saúde agravou-se e entrou em coma profundo. Um segundo exame revelava uma hemorragia intracraniana muito grave.