Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Professores esperam melhores notas a Matemática. “Prova deste ano não tinha os defeitos das últimas duas”

  • 333

Hoje foi a vez do exame de Português e na quarta será o de Matemática, para mais de 200 mil alunos do 4.º ano e do 6.º anos

Tiago Miranda

“Esta prova [do 12º ano] não foi demasiado fácil, as dos anos anteriores é que foram extensas, desequilibradas e com itens fora do programa”

"As classificações vão ter de subir em relação aos anos anteriores", diz Jaime Carvalho e Silva, da Associação de Professores de Matemática, sobre o exame realizado esta terça-feira por cerca de 50 mil alunos do 12º ano.

Ao contrário do que aconteceu nos anos anteriores, este ano a prova "não tem nenhum dos defeitos das provas dos dois últimos anos, pois está bem elaborada, equilibrada e respeita o programa", diz ao Expresso o professor da Universidade de Coimbra. 

Outra diferença em relação às provas de 2014 e 2013 é que o exame deste ano é exequível no tempo disponível para a realização da prova, incluindo o tempo de tolerância. Na opinião de Carvalho e Silva, "os alunos têm obrigação de realizar a prova nos 150 minutos" previstos.

"Esta prova não foi demasiado fácil, as dos anos anteriores é que foram extensas, desequilibradas e com itens fora do programa", afirma Carvalho e Silva. As médias dos anos anteriores foram "anormalmente baixas" porque as provas não estavam bem elaboradas. Por isso, este ano "as classificações vão ter de subir". 

O presidente da Sociedade Portuguesa de Matemática, Fernando Costa, manifesta opinião semelhante. "Em termos globais, a prova tem grau de dificuldade semelhante à do ano passado, mas ligeiramente mais simples. Em particular no grupo 1, de escolha múltipla. Não devem piorar as classificações em relação ao ano passado, por esse motivo."

A Sociedade Portuguesa de Matemática saúda também a inclusão no exame de uma pergunta sobre modelação matemática. "A questão 3 do grupo 2 é uma pergunta interessante, de modelação matemática, que é importante que exista no exame. Não sendo uma questão difícil, também não é imediata - requer um raciocínio em vários passos antes de começar a fazer contas. É uma pergunta especialmente bem conseguida e que nos agradou ver incluída no exame."

Em 2013, o exame de Matemática A teve uma média de 9,73 valores. No ano passado baixou para os 9,2 valores.