Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Manuela Moura Guedes não volta ao programa "Barca do Inferno"

  • 333

JOÃO LIMA

Discussão com a deputada Isabel Moreira levou a antiga jornalista a sair da emissão em direto do programa, ontem à noite, e a decidir abandonar para sempre o painel do formato

Martim Silva

Martim Silva

Diretor-Executivo

Manuela Moura Guedes vai deixar o painel de comentadores do programa da RTP Informação "Barca do Inferno". Depois de na noite desta segunda-feira ter abandonado a emissão em direto, a antiga jornalista e apresentadora do programa "Quem Quer Ser Milionário" já terá comunicado à direção da RTP a intenção de não voltar a participar no formato. 

De acordo com as informações recolhidas pelo Expresso, ainda não há decisão da direção de programas sobre a eventual substituição de Manuela Moura Guedes para as últimas emissões do formato antes das férias. 

Recorde-se que a saída de Moura Guedes do programa de segunda-feira ocorreu quando a apresentadora e a deputada Isabel Moreira discutiam as propostas do programa eleitoral do PS, nomeadamente a descida da Taxa Social Única (contra a qual se batia Moura Guedes por entender que não vai ajudar a dinamizar a economia). 

A troca de argumentos entre ambas levou a antiga jornalista a pedir ao moderador do programa, o humorista Nilton, que exercesse o seu papel e que moderasse o programa. Ao que este retorquiu, elevando o tom de voz, com um pedido de "boa educação", que levou Manuela Moura Guedes a decidir abandonar o programa. 

Este formato semanal de debate e análise, que estreou em outubro de 2014 na RTP Informação, é apresentado por Nilton e tem como comentadoras residentes Raquel Varela, Isabel Moreira e Sofia Vala Rocha (que já tinha substituído a comentadora residente inicial Marta Gautier), além de Moura Guedes.  

Já depois do programa desta segunda-feira, Isabel Moreira escreveu sobre o sucedido na sua página no Facebook. "O moderador fez o seu papel de forma exemplar e a profunda superficialidade de uma das participantes posta a nu ao longo do programa viu ali uma oportunidade de saída de vítima de 'má educação', logo a pessoa em causa. As participantes no programa não são iguais, há quem se prepare e há quem debata. E é um bom programa. Sempre o defenderei . O programa . Não quem saiu tarde. Num desrespeito total pelo público. E a minha solidariedade total com o Nilton que fez o que tinha a fazer."

  • Programa de debate da RTP Informação - que Manuela Moura Guedes ontem abandonou em direto - não vai integrar a próxima grelha do canal temático do operador público. Decisão já tinha sido comunicada a todos os participantes

  • Quando o direto corre mal

    A saída de Manuela Moura Guedes do programa "Barca do Inferno" é o mais recente exemplo dos riscos da produção televisiva em direto. Mas o passado está recheado de muitos outros episódios idênticos que fizeram corar os responsáveis dos canais