Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Quatro anos de Passos & Portas: retrato aprofundado do Portugal em que nos transformámos

  • 333

Quatro anos depois das eleições que levaram Pedro Passos Coelho ao poder, em junho de 2011, o país está diferente. Desde então, muitos partiram, outros deixaram de entrar, o desemprego subiu a níveis preocupantes e a pobreza regressou a níveis do início do século. A desafeição cresceu, mas a revolta não explodiu. O Expresso analisa seis grandes temas: participação política, população, emigração, rendimento, ambiente e emprego

clique nos títulos em baixo para ler os conteúdos
  • As mães têm maiores habilitações literárias, mas envelheceram. As crianças estão mais sozinhas e a ideia de um segundo filho passou, em muitos casos, para a prateleira dos sonhos adiados dos casais portugueses. Assim, o país não se renova. 

  • As políticas de austeridade resultaram, na opinião de Carlos Farinha Rodrigues, num "recuo" dos principais indicadores sociais. Já o aumento das desigualdades "colide fortemente" com o argumento de que a austeridade tentou "isentar as famílias e os indivíduos mais pobres"

  • Pelo menos 285 mil portugueses emigraram nos últimos quatro anos e ao longo desse tempo também aumentaram as remessas. Tendência contrária teve a imigração, que diminuiu. Qual a solução? "Uma futura retoma da economia portuguesa terá que incorporar políticas públicas de promoção da imigração", defende Rui Pena Pires, coordenador do Observatório da Emigração.

  • A dependência energética diminuiu, o contributo das renováveis aumentou, mas a recolha de informações e os investimentos na manutenção de equipamentos sofreram cortes abruptos. O setor do Ambiente ficou mais opaco.  

  • Em quatro anos, foram criadas 124 mil empresas e fecharam 111 mil. O desemprego chegou aos 17,9% em janeiro de 2013 e baixou para 13% em abril desde ano, o valor mais baixo desde 2011. Para João Ferreira do Amaral, a austeridade "não resolve nada" e só dentro de alguns anos será possível ter uma noção da "devastação" que provocou na economia portuguesa e europeia.