Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Começou o bloqueio ao Uber

  • 333

Acesso ao site da empresa está indisponível para quem utilizar os serviços das três principais operadoras em Portugal. Uber está acusada de não estar licenciada para realizar transporte público de passageiros

Experimente: ligue os dados no seu smartphone, aceda a Uber.com e prepare-se - haverá mensagem de erro em vez de site a funcionar. "O site a que pretende aceder encontra-se bloqueado na sequência do cumprimento de ordem judicial." Assim mesmo.

Começou o bloqueio ao Uber. Quem aceder ao site através de uma ligação de dados da Vodafone, MEO ou NOS irá constatar precisamente a mensagem transcrita acima. Em causa esta uma deliberação do Tribunal de Lisboa, que proibiu no final de abril os serviços da empresa em Portugal. Por enquanto, o acesso aos serviços da Uber via app continua disponível.

Segundo a sentença, conforme o Expresso noticiou no final de abril, a atividade da Uber é considerada "ilegal, publicitada de forma enganosa e constitui um risco para quem a utiliza". A decisão obrigava ainda a empresa a cessar de imediato as suas operações, a encerrar o site no país, ficando estipulada uma coima diária de dez mil euros em caso de incumprimento. 

A empresa é acusada pela Antral de atuar à margem da lei, uma vez que não está licenciada para realizar transporte público de passageiros. 

Posteriormente, a Uber veio declarar que não se encontrava "abrangida pela decisão" do Tribunal de Lisboa. Em sua defesa, sempre alegou que se tratava apenas de uma empresa de tecnologia e não de um serviço de táxis, limitando-se a ligar os clientes a serviços de transporte de passageiros que já existiam no país.