Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Marques Mendes defende que candidatura de Rui Rio pode "enfraquecer a coligação"

  • 333

Luís Marques Mendes considera que Rui Rio tem "qualidades" para se candidatar à Presidência da República, mas que não deve fazê-lo antes das eleições legislativas.

Helena Bento

Jornalista

Luís Marques Mendes considera que a candidatura de Rui Rio à Presidência da República pode "enfraquecer a coligação", sobretudo se for apresentada antes das eleições legislativas. Deixa, por isso, uma conselho ao ex-autarca da Câmara do Porto, que considera ter "qualidades" para apresentar-se como candidato: esperar por outubro. 

O comentador, que falava no seu espaço habitual na SIC, disse ainda que a coligação PSD e CDS-PP "está a perder gás". "Avançou em força em abril [mês em que foi assinado o acordo da coligação], mas a partir daí não avançou mais". O Governo tem, além disso, cometido "erros". Os cortes nas pensões anunciados pela ministra das Finanças, Maria Luís Albuquerque, são um exemplo disso, referiu Marques Mendes.

A permanência de Joseph Blatter à frente da FIFA foi também um dos tópicos abordados pelo comentador. "Se tivesse vergonha e dignidade nem sequer se teria recandidatado", mesmo não estando envolvido no escândalo de corrupção, referiu Marques Mendes, que não tem dúvidas de que "mais dia menos dia", Blatter vai ser "corrido". 

Já Luís Figo, ao desistir da candidatura à presidência da FIFA, "fez mal". Mostrou "coragem" ao candidatar-se, mas "devia ter levado a coragem até ao fim". "Também no desporto, desistir é pior do que perder", disse.