Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Iremos à final ou não iremos à final? Eis a questão

  • 333

Leonor Andrade, representante portuguesa no Festival da Canção Eurovisão 2015

LEONHARD FOEGER/REUTERS

A segunda semifinal da Eurovisão é já esta noite e, em apenas algumas horas, saberemos se Leonor Andrade ficará por Viena para representar Portugal na final do maior espetáculo musical da Europa.

Leonor Andrade sobe esta noite ao palco da Eurovisão com a canção "Há Um Mar Que Nos Separa", ao lado daqueles que são considerados como os grandes favoritos pelos críticos do Festival.  

Estamos a chegar ao final do mês de maio e mais uma vez preparamo-nos para as vozes, as luzes, as cores e todo o espetáculo do Festival da Canção Eurovisão, com a final marcada já para este sábado. Ainda não sabemos se Portugal vai subir ao grande palco, mas confiamos na garra da Leonor Andrade para maravilhar Viena, na segunda semifinal, esta quinta-feira. 

Depois da vitória do travesti Conchita Wurst, a Áustria tem a honra de hospedar a Eurovisão pelo seu 60º aniversário. Tudo será igual aos anos anteriores, mas com uma surpresa - a par dos países europeus, estará o cantor australiano Guy Sebastian, a interpretar o tema Tonight Again. É um dos artistas favoritos dos críticos. O país dos cangurus foi convidado a participar no maior espetáculo musical europeu por ser muito popular entre os 'aussies'.  

Diretamente de Palmela para Viena, Portugal enviou Leonor Andrade. A cantora e atriz de apenas 20 anos interpretará esta noite a canção "Há Um Mar Que Nos Separa", de Miguel Gameiro. A música fica no ouvido e o espetáculo em palco dá-nos a esperança de passarmos à final.


As reações dos sites estrangeiros à atuação de Leonor podiam ser melhores. O site grego "oikotimes" escreve que Portugal é um mistério e questiona "Porque é que este grande país não envia canções decentes para a Eurovisão?". Acrescenta que,"para variar", este ano a canção lusa é uma arfada de ar fresco, mas ao que parece, para os gregos não é suficiente. 

Esta noite o espetáculo será composto por 17 atuações mas apenas 10 irão passar à final de sábado. Leonor Andrade irá concorrer com os noruegueses Mørland & Debrah Scarlett com a canção "A Monster Like Me", a letónia Aminata com o "Love Injected" e o azerbaijanês Elnur Huseynov com o "Hour of the wolf". Os três países que os críticos apontam para o TOP10. Ao contrário de "Há Um Mar Que Nos Separa", as canções destes artistas são em inglês. Pode ser que a língua lusa aqueça o júri. 

Da primeira semifinal, esta esta terça-feira, saíram dez finalistas: Albânia, Arménia, Rússia, Roménia, Hungria, Grécia, Estónia, Geórgia, Sérvia e Bélgica.  

A Rússia de Vladimir Putin é uma das grandes favoritas e, todos os anos, os seus espetáculos são inesquecíveis. Contudo, nem tudo corre como Moscovo desejaria. Na edição do ano anterior, na capital dinamarquesa de Copenhaga, as representantes russas - irmãs Tolmachevy -, foram muito mal recebidas pelo público, em consequência da intervenção russa no conflito ucraniano.  

Reino Unido, Espanha, França e Alemanha são os países que mais investem no concurso, sendo que, os quatro países são todos os anos automaticamente qualificados para a final. 

Grandes nomes já passaram pelo palco da Eurovisão. Os ABBA levaram o prémio para a Suécia em 1974, com o "Warerloo", e a Celine Dion venceu em nome da Suíça na edição de 1988, com o "Ne partez pas sans moi". 

Nós por cá ainda não temos nenhum troféu do Festival da Canção. Mas esta noite estaremos a atentos à RTP1, pelas 20h, a torcer pela Leonor.