Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

"Choque de gestão": de um Citius 2.0 a uma guarda costeira europeia

  • 333

José Carlos Carvalho

PS promete corrigir os erros de execução do mapa judiciário que colocaram "tribunais em contentores". E há projetos para combater a violência nos estádios de futebol. 

Hugo Franco

Hugo Franco

Jornalista

As medidas previstas para a Justiça no projeto de programa eleitoral do PS, apresentado esta quarta-feira, não trazem revoluções mas prometem remodelações. Uma delas é o desenvolvimento de uma nova versão do Citius, o sistema informático dos tribunais que tantas dores de cabeça tem dado a Passos Coelho.

António Costa quer "aproximar a justiça aos cidadãos" e para isso promete corrigir os erros de execução do mapa judiciário que colocaram "tribunais em contentores", bem como criar um portal da justiça na Internet.

Aplicar um "choque de justiça" ao sistema judicial são também palavras de ordem. Para isso, e entre muitas outras propostas, a ideia é alargar as competências dos julgados de paz.

Para a Administração Interna, uma das prioridades é dar atenção à ameaça global do terrorismo. Para isso, o PS irá "incrementar as competências do secretário-geral do Sistema de Segurança Interna".

A seguir ao terrorismo vem a política migratória, baseada no princípio da solidariedade, garantem os socialistas, que avançam com a ideia da criação de uma guarda costeira europeia.

Igualmente popular, pelo menos para os pequenos comerciantes, será a dinamização dos sistemas de videovigilância das zonas de risco.

Curiosamente ou não, a violência nos estádios de futebol também está no pensamento do PS, que quer erradicar as manifestações de racismo e intolerância.