Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Festejos no Marquês. Se houver prejuízo significativo, Câmara pedirá compensação ao Benfica

Nuno Botelho

Se ocorreu algum "prejuízo significativo" na cidade, a Câmara de Lisboa exigirá ao Benfica "uma forma de compensação". O clube responde que "não terá qualquer problema em assumir os danos".

Caso a Câmara de Lisboa detete algum "prejuízo significativo" causado na última noite pelos adeptos do Benfica nas imediações do Marquês de Pombal, a autarquia "procurará com o promotor da festa uma forma de compensação", afirmou ao Expresso o gabinete de comunicação do município.

A mesma fonte adiantou, esta tarde, que a Câmara "está a apurar a situação", não tendo "até ao momento" detetado qualquer prejuízo "significativo".

Confrontado com a declaração da autarquia, o diretor de comunicação do Benfica, João Gabriel, afirma que o clube assumirá responsabilidades que lhes possam caber. "Como ontem o presidente [Luis Filipe Vieira] já fez em relação aos prejuízos em Guimarães, não terá qualquer problema em assumir eventuais danos em Lisboa", diz João Gabriel.

A Câmara esclarece, entretanto, que o seu papel na comemoração do Benfica se resumiu à autorização da montagem das estruturas em redor da estátua do Marquês de Pombal, que serviu de palco aos festejos, assim como a autorização das atividades de comes e bebes que funcionaram no local.