Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Adepto do Benfica nega ter cuspido subcomissário da PSP

  • 333

José Magalhães nega que tenha agredido o comandante da PSP. O Expresso já divulgou o conteúdo do auto escrito pelo subcomissário de Guimarães.

Hugo Franco

Hugo Franco

Jornalista

O adepto do Benfica agredido domingo à noite à saída do estádio D. Afonso Henriques nega que tenha cuspido no comandante da esquadra de investigação criminal de Guimarães da PSP. Também não confirma que agrediu os agentes da autoridade que acabaram por detê-lo domingo à noite.

Num tom de voz pausado, José Magalhães falou aos jornalistas, garantindo que a versão dos acontecimentos relatada pela polícia, avançada em primeira mão pelo Expresso, não corresponde à verdade.

O empresário de 43 anos, que mora em Matosinhos, revelou que apenas estava a tentar proteger os seus filhos. À saída da esquadra onde esteve detido durante a noite, José Magalhães afirmou à CMTV:  “Estava desesperado apenas com a segurança dos miúdos. Há meia hora que estávamos parados dentro do estádio, os miúdos estavam aflitos e eu tive de os tirar cá para fora. Tive a compreensão dos quatro agentes que estavam à porta do estádio que me deixaram sair. O comandante Filipe Silva fez o favor de me vir incomodar, a perguntar o que é que eu estava ali a fazer”.

O caso está entregue aos advogados de José Magalhães, que ainda estão a ponderar que tipo de medidas vão tomar em relação aos acontecimentos ocorridos depois do Vitória de Guimarães-Benfica.

O MAI veio revelar que vai abrir um inquérito ao comportamento dos agentes da PSP em Guimarães.