Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Salvaterra de Magos. Jovem de 17 anos confessou ter assassinado Filipe com uma barra de ferro

  • 333

Filipe, o menor assassinado, foi encontrado morto na arrecadação deste prédio de Salvaterra de Magos

António Pedro Ferreira

Fonte judicial diz que o crime foi cometido por "motivo fútil". Daniel está indiciado por homicídio qualificado e arrisca pena máxima de 25 anos de prisão. Não há mais envolvidos no crime.

Rui Gustavo

Rui Gustavo

Editor de Sociedade

Depois de várias horas de interrogatório, Daniel, o jovem de 17 anos detido quinta-feira por suspeita de ter assassinado Filipe Costa, de 14, acabou por confessar o crime à PJ e contou que matou o adolescente com uma barra da ferro.

De acordo com fonte judicial, o crime terá sido cometido por um "motivo fútil" e está descartada, pelo menos para já, a hipótese de haver mais envolvidos no homicídio de Filipe, desaparecido desde segunda-feira e encontrado morto quinta-feira, na arrecadação de um prédio no centro de Salvaterra de Magos. 

Ao que o Expresso apurou, os dois jovens só se conheceram na passada sexta-feira, três dias antes do crime. Ainda assim, mantiveram um contacto regular nesse período.

Daniel já tinha um historial de furtos e posse de droga, mas não de violência. Na noite do desaparecimento de Filipe Costa, foi o próprio suspeito que se deslocou ao posto de comando da GNR de Salvaterra de Magos para apresentar uma queixa por agressão contra desconhecidos, exibindo na altura vários ferimentos no corpo e afirmando que tinha sido atacado por um grupo de jovens da localidade vizinha de Samora Correia.

O jovem de 17 anos voltaria várias vezes ao posto, por sua iniciativa, e foi alterando alguns factos da versão que inicialmente apresentara. Daniel acabou, entretanto, por confessar o crime.