Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Datas relevantes do (des)acordo

  • 333

Primeiros passos para se chegar ao Acordo Ortográfico, que hoje entra em vigor em Portugal, foram dados em 1986, num encontro entre a Academia Brasileira de Letras e a Academia das Ciências de Lisboa.

1986
Realiza-se no Rio de Janeiro um encontro entre a Academia Brasileira de Letras e a Academia das Ciências de Lisboa, com representantes dos demais países de língua oficial portuguesa, que resulta no "Memorando sobre o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa"

1990
João Malaca Casteleiro, da Academia de Ciências de Lisboa, e Antônio Houaiss, filólogo brasileiro, apresentam o "Projecto de Ortografia Unificada", que constitui as bases do Acordo Ortográfico, documento assinado em dezembro deste ano. Em 1991 é aprovado pela Assembleia da República e ratificado pelo Presidente

2004
É aprovado em São Tomé e Príncipe um protocolo modificativo, determinando que já não seria necessária a ratificação do acordo por todos os países de língua oficial portuguesa. Para a entrada em vigor, bastaria a ratificação em três Estados. A aprovação na Assembleia acontece quatro anos mais tarde e entra em vigor seis anos após o depósito do documento como tratado internacional a 13 de maio de 2009. A publicação em "Diário da República" ocorre a 17 de setembro de 2010. Apesar de signatários, Angola e Moçambique são os únicos países que ainda não ratificaram o acordo

2011
É publicada em "Diário da República" a resolução do Conselho de Ministros de 9 de dezembro de 2010, antecipando a entrada em vigor do acordo na Administração Pública, no "Diário da República" e no sistema de ensino e tornando a decisão obrigatória nos exames nacionais do 6º ano desde 2014 e nos demais níveis a partir de 2015