Siga-nos

Perfil

Expresso

Sociedade

Ir ao cinema sai mais barato até esta quarta-feira

  • 333

Descida temporária do preço surge num momento em que se registam os piores valores de consumo de cinema em sala desde 2004.

Expresso com Lusa

Pela primeira vez realiza-se em Portugal a Festa do Cinema. A partir desta segunda-feira e até esta quarta, cerca de 500 salas de cinema de todo o país vendem os bilhetes por 2,50€. Este valor abrange todos os filmes em cartaz, excluindo apenas os que são exibidos a três dimensões.

"Quando estamos a falar em 500 salas, são todas. Vai dos grandes grupos de exibição até às salas mais pequenas, aos cineclubes", refere Nuno Sousa, citado pela agência Lusa, que representa os exibidores na organização da Festa do Cinema.

É só escolher a sessão e comprar o bilhete. Nos cinemas que têm vendas e reservas online é possível adquirir a entrada antecipadamente. Pode consultar aqui quais as salas em que o preço especial está em vigor.

O objetivo, diz a organização, é criar hábito nos espetadores e imprimir uma dinâmica no mercado cinematográfico português, que justifique a produção de filmes nacionais “para estrear no contexto da Festa".  

A ação é promovida pela Associação Portuguesa de Empresas Cinematográficas (APEC) com o apoio do Instituto do Cinema e do Audiovisual (ICA), da Associação de Defesa das Obras Audiovisuais (FEVIP) e da Associação para a Gestão de Direitos de Autor, Produtores e Editores (GEDIPE). 

São esperados ao longo destes três dias pelo menos 200 mil espectadores. A organização já pondera organizar uma segunda edição da Festa do Cinema no outono.

“A idade de Adaline”, “A Humilhação”, “Capitão Falcão” e “As Cinquenta Sombras de Grey” são alguns dos filmes que estão em cartaz nas salas de cinemas portuguesas.

Esta Festa acontece num momento em que se registam os piores valores de consumo de cinema em sala desde 2004. No ano passado, contabilizaram-se 12 milhões de espectadores e 62,7 milhões de euros de receita de bilheteira. Segundo dados do Instituto do Cinema e Audiovisual, citados pela agência Lusa, em média cada sessão de cinema tinha 20 espetadores.